quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Tipos de psicopatia


Todos nós sentimos raiva, perdemos o controle e somos agressivos de vez em quando. Muitas vezes estamos mal com a vida e temos muitos problemas por resolver e isso acaba por se reflectir no nosso relacionamento com os outros. Mas isto não faz de nós psicopatas. Existe uma grande diferença entre nós (pessoas ditas "normais" e emocionais) e os psicopatas. É que nós temos alguns dias complicados e por vezes, inconscientemente tratamos mal aqueles de quem mais gostamos, e os psicopatas tendo dias bons ou maus têm sempre a intenção de fazer mal a alguém porque não sentem qualquer afecto.

Porém, existem vários tipos de psicopata, e é bastante importante saber distingui-los. Entre os psicopatas existem:
*Psicopatas Imorais: São extremamente insensíveis, arrogantes, anti-sociais e perversos. Não sentem qualquer tipo de afecto, não sentem vergonha, não têm sentimento de honra nem compreendem os conceitos éticos tidos como correctos pela sociedade. É inútil tentar "curar" um Psicopata Imoral, ele não tem a capacidade de aprender com os próprios erros;

*Psicopatas Asténicos: Estes inserem-se em três grupos, nomeadamente: Sensitivos e Assustadiços; Insatisfeitos; Perturbações das funções orgânicas.



*Psicopatas Explosivos: São bastante irritáveis e costumam cometer agressões pessoais, enfrentar as autoridades e mal tratar os animais. Cometem frequentemente delitos de sangue.



*Psicopatas Fanáticos: Dão grande importância aos seus ideais, cometem loucuras em nome deles. Estes ideais podem ser de carácter político, religioso ou filosófico.


*Psicopatas Hipertímicos: Caracterizam-se pelo sentido de humor. Conseguem conviver amigavelmente com as pessoas (são sociais), mas subitamente explodem em fúria (bastante inconstantes);


*Psicopatas Inadaptáveis: Apesar de terem uma educação razoável e de terem uma inteligência normal, são inseguros e têm dificuldade na integração com as pessoas. São pessoas que necessitam de resultados imediatos, e quando não os obtém, não atingem os seus fins.


*Psicopatas Inseguros: Caracterizam-se essencialmente pela extrema falta de confiança em si mesmos. Apesar de tudo, são pessoas honestas, escrupulosas e de bom carácter.



*Psicopatas Ostentativos: Pessoas extremamente mentirosas, aparentemente afáveis, solícitos, inteligentes, simpáticos, instáveis, vaidosos, excêntricos e que procuram aparentar mais do que aquilo que são na realidade. Quando descobertos, costumam alegar amnésia ou ignorância.



*Psicopatas Sexuais: Possuem perversões ou aberrações sexuais primitivas. São caracterizadas tanto pelo instinto intenso tanto como o desvio deste em natureza e finalidade. Entre os desvios sexuais encontra-se o onanismo, o narcisismo, o exibicionismo, a tealagnia, o fetichismo, a frigidez sexual, a necrofilia, o sadismo, o masoquismo e o homossexualismo.



*Psicopatas Toxicofílicos: Os toxicómanos exibem sinais de distúrbios de conduta e de carácter que os leva à prática reincidente de prevaricações ou de delitos.


*Psicopatas com Reactividade Múltipla: Indivíduos em que os caracteres normais exibem várias formas de reacção psicológica, de tal modo que não é possível enquadrá-los em nenhum dos tipos descritos.

http://www.psiquiatriageral.com.br/psicopatologia/transtorno.htm
http://jus2.uol.com.br/doutrina/texto.asp?id=6969

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

O famoso caso de "Jack, O Estripador"


video




Jack, O Estripador, foi o nome dado a um assassino em série não-identificado que agiu no distrito de Whitechapel em Londres na segunda metade de 1888. O nome foi tirado de uma carta, enviada à Agência Central de Notícias de Londres por alguém que se dizia o criminoso.
As suas vítimas eram prostitutas, duas delas tiveram a garganta cortada e o corpo mutilado.

Teorias mencionam que, para não provocar barulho, as vítimas eram primeiro estranguladas, o que pode explicar a falta de sangue nos locais dos crimes.

A remoção de órgãos internos de três vítimas levou oficiais da época a acreditarem que o assassino possuía conhecimentos anatómicos ou cirúrgicos.


Os jornais, cuja circulação crescia consideravelmente durante aquela época, deram grande cobertura ao caso, devido à natureza selvagem dos crimes e ao fracasso da polícia em efectuar a captura do criminoso, visto que este conseguiu escapar impune.



Como o assassino é anónimo, tornou-se uma lenda que sobrevive até aos dias de hoje. Diversos autores, historiadores e detectives amadores apresentaram hipóteses acerca da identidade do assassino e de suas vítimas, porém não há certezas de nada.


http://pt.wikipedia.org/wiki/Jack_o_Estripador

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Características de um psicopata


- Mentiroso compulsivo (porém muito bom actor);

- Excelente capacidade de manipulação;

- Ausência de remorsos ou culpa;

- Estilo de vida parasita (procuram sempre subir na vida à custa de outros, não se importando minimamente se os outros ficam bem ou mal);

- Não olha a meios para atingir fins;

- Usa muitas vezes a sensualidade para conseguir os seus objectivos;                                                                                                               

- Impulsividade;

- Problemas graves de comportamento na infância ;

- Delinquência juvenil;

- Busca constante da estimulação;

- Masturbação compulsiva;

- Maus tratos de animais;

- Tenta parecer a pessoa mais bondosa do mundo (de modo a conquistar a confiança das suas "vítimas")

origem da imagem: http://images.google.pt/imgres?imgurl=https://3fwlna.blu.livefilestore.com/y1m7im3J31tptt2xopNM6P2-0igoZRoBXhy0Tt1w1cd5adL3inGWL30ZPC0iPWM-7j4i60L6XWFXNwAmNsNFZbHMYIgo-HDcsWGWIBx_M5R3yrhqLxPPWDh6ZhMkIX-HjX_0zCmbWehb0_u74s7Ozkk2w/dama_misteriosa.jpg&imgrefurl=http://perfumados.blogs.sapo.pt/135769.html&usg=__dGd1ohK2zVMsv0bF4BCU7lpFMAs=&h=391&w=400&sz=11&hl=pt-PT&start=4&um=1&itbs=1&tbnid=xzB76V0AGb35ZM:&tbnh=121&tbnw=124&prev=/images%3Fq%3Dmisteriosa%26um%3D1%26hl%3Dpt-PT%26tbs%3Disch:1



http://www.jornalcomunicacao.ufpr.br/node/6665/print

O que é um psicopata?



O psicopata é uma pessoa aparentemente normal, mas que não tem a capacidade de sentir. Não tem emoções, não sente afecto, não sente culpa, não sente pena. É um ser completamente desligado de emoções, sendo por isso extremamente racional. Esta sua racionalidade faz com que o psicopata não seja um louco, ao contrário do que muita gente pensa. Estas pessoas, que representam apenas 1% da população mundial, têm plena consciência dos seus actos. O problema delas não é a loucura, mas sim a falta de sentimentos que as leva muitas vezes a cometer crimes, a torturar e a matar pessoas, etc.

O psicopata sabe aquilo que faz, porém não sente pena nem remorsos. Sendo ele apenas racional, é incapaz de sentir qualquer afeição pelos seus pais, pelos seus irmãos e mesmo pelos seus filhos. Ele apenas não lhes faz mal para se manter como um camaleão, camuflado numa sociedade mergulhada em princípios morais que ele não consegue entender.



Para o psicopata não existe moralidade, não existem emoções. Ele não faz a mínima ideia do que é amar ou sofrer, ele é apenas um grande actor da vida real. Provavelmente qualquer um de nós já conheceu um psicopata sem se aperceber, porque eles também choram, também riem, também sentem pena, também procuram ajudar...mas apenas no mundo de encenação que nos faz acreditar (a nós, pessoas emocionais) que existe um coração onde está um vazio.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Psicopata
http://www2.uol.com.br/vivermente/artigos/o_que_e_um_psicopata_.html
http://redeurgente.blogspot.com/2009/09/o-que-e-um-psicopata.html