quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Poema de um psicopata


Tua realidade é bem diferente do que vemos
Teus passos têm charme artístico
Com teus inimitáveis gestos e nobreza
Tu consegues confiança e boas conquistas
Mas escondem o desafecto pela vida
Destilas o contrário desse cheiro inocente
Com tua essência ímpar consegues tudo de todos
Pois teu perfume traz duas formulas
A primeira, qualquer cheiro que melhor agradar
De preferência os cheiros de bondade
Toque de suavidade e inocência
Que normalmente ofereces sempre
A segunda formula ainda não sei descrever
Mas posso dizer que é sempre a mesma
Cheiros que vencem no seu tempo
E revelam o contrário do que parece bom
Mas qualquer pessoa compraria
Pois preparas um frasco a cada destino
Dissimulas as embalagens com cuidado
Assim como forma teu enristece
Preparas o tapete para tua dança
Próxima do vencimento da essência
Assim que vence o bom cheiro
Te revelas o contrário de tudo isso
O palco que formaras com cuidado desaba
Teu olhar calmo, esconde tua verdade
Pois no estático deles revela a frieza
Mas embuste com precisão o talento
Pois a mestria nas palavras completa tua arte
Teu desembaraço ilude mestres e doutores
Se o poema que te completa exalta a morte
Seres humanos se completam na rima da vida
Se teu QI diferente puder ajudar compreender
Poderá entender sobre a vida a tua rima
Entenderás como tua mente criar
Pois a rima combina com alguma coisa
Tua realidade eu sei, acredita, eu conheço
Logo pensarás que a mentira rima com a tua vida
Assim como dissimulas as embalagens
Também rima um embrulho falso na tua imagem
Acredito que podes mudar isso
Mesmo o assombro de tua verdadeira personalidade
Não dizima meu optimismo, isso pode mudar
O que rima e completa a vida é o amor
Pela força dele, você pode entender
E fazer tua realidade diferente
Pois tua diferença não tem graça, e nem brilho
Se encontrares prazer nessa diferença
Para nós, esse contraste é desprezível.
Se queres ser exaltado, como te sentes todo tempo
Mude essa realidade fria e estranha
Será reconhecido por amar o próximo
Ah se pudesses entender essa essência
O poder do amor no ser humano
Tu és um ser humano, que pode mudar
Acredita no contrário desse quadro
Tu demonstras boas habilidades
Todas para enganar e tirar proveito
Se a ciência aponta que tu não mudas
Sabes que tem capacidade para mudar
A cada dia estás a ser descoberto
O cerco fechará, e entenderão mais quem és
O mundo aos poucos te descobre...
Podes sim descobrir outros impossíveis?



Encontramos este poema num blog e resolvemos postar aqui porque achamos que este poema demonstra as características mais marcantes de um psicopata, desde a sua aparência bondosa até à capacidade de manipulação, passando pela ausência de sentimentos, egoísmo, procura do próprio prazer, etc. Leiam, reflictam e abram os olhos... ;)

5 comentários:

Anónimo disse...

O poema está bastante interessante.
Parabens pelo vosso blog, realmente é incrivel a maldade de pessoas como estas

Anónimo disse...

nas muralhas mentais nada e singular ou mesmo particular o facto de espelhar penssamentos transmitidos em forma (voz ou letras )etc... na realidade serao sempre os actos accois do individuo que vamos julgalo nao o que o o mesmo penssa ;estudo a vida e seus criterios mais sinceros apezar de ser obrigado a mentir nesta sociedade de corropessois (o penssamento e tao simples como respirar e sentir o oxigenio correr no sange )`!!!!!;) OBRIGADO PELO BLOG SAUDACOIS DO MUSTANG:::

Sonia gonçalves disse...

lindo poema falcas ferdades ... a elegancia e cimpatia nunca fez mau a ninguem . pessoas cometem erros quando procuram o que nao existe . pessoas especiais podem dar inlusao que voce precisa . nada e de graca tudo tem um preco . a saber disso nao culpe os outros por seu proprio erro .

Sonia gonçalves disse...

Os gatos são seres autênticos, eles jamais escondem o que são para agradar as pessoas. São sinceros, são honestos.

Os gatos não são submissos. Eles decidem o que querem, escolhem o que é melhor para eles. Não são influenciáveis, não se deixam subornar, não se deixam ser limitados por outros.

Os gatos são amorosos e dão de si aos humanos, mas somente aos humanos que conquistam sua confiança. São leis, mas somente a quem provar merecer a sua lealdade. São companheiros daqueles que são realmente seus companheiros.

Os gatos lutam por seus objetivos, são persistentes, jamais desistem. Não mudam de opinião sem motivos sólidos. Não perdem tempo com coisas irrelevantes desviando a atenção de seus alvos.

Os gatos são imponentes, amam estar limpos e estar em ambientes limpos. São exigentes, não comem qualquer coisa e nem aceitam o que verificam não corresponder às suas necessidades.

Não, os gatos não são arrogantes, os gatos são inteligentes. Escolher o que é melhor para si não é arrogância, é amor próprio, sabedoria.

Os gatos são independentes, mas isso não significa que não precisam de outros gatos ou de outras pessoas. A independência dos gatos está em ele viver a vida como eles acham melhor, sem dar satisfações a ninguém, sem deixar que outros impeçam seus alvos e destino.

Os gatos amam vagar pelas ruas, por muros e telhados, mas entendem que uma casa repleta de amor e carinho é bem mais segura do que esses locais.

Os gatos são fortes, são guerreiros, são corajosos, audazes, destemidos. Ainda assim eles não se envergonham em mostrar que carinhosos, brincalhões e de expressar seus sentimentos, de mostrar a quem amam o quanto amam.

Os gatos sempre vencem.

alan rafael disse...

Se um homem Mata um Tigre e esporte se Tigre Mata um homem e barbere